quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Regularização do Uber no motofrete também pode ser aprovado. SindimotoSP quer os direitos trabalhistas preservados.

A ideia do deputado Sérgio Brito, que está redescutindo mudanças no Código Brasileiro de Trânsito é deixar a responsabilidade de regularização para os municípios, como já ocorre hoje. “Cada município terá sua própria normativa para o Uber, mas esta é uma ideia, não está nada ainda definido”, disse. A normativa, segundo Brito, deverá fixar o valor máximo de tarifa; requisitos de segurança, conforto e higiene; e normas para registro dos veículos e condutores.

Veja que no discurso do deputado não consta a inserção dos direitos trabalhistas. O prefeito Haddad, ao regularizar na "canetada" o serviço na cidade, não se importou com os direitos trabalhistas dos taxistas, o que gerou polêmica e grandes manifestações.

Na Inglaterra e EUA, a própria empresa já perdeu ações trabalhistas porque esses países reconhecem que o trabalhador tem direitos.

O SindimotoSP estará na reunião do dia 25/11 em Brasília na Câmara dos Deputados para defender esse e outros direitos dos motociclistas profissionais.

Leia mais aqui, aqui e aqui.



Nenhum comentário:

Postar um comentário