terça-feira, 22 de novembro de 2016

Justiça começou a ser feita.No Ministério Público do Trabalho revertemos a situação dos trabalhadores da Loggi.

Ontem (21/11), em reunião no Ministério Público do Trabalho - SP (MPT), o SindimotoSP conseguiu reverter a situação dos motociclistas profissionais da Loggi e, ainda por cima, deu o recado para outras empresas de aplicativo de motofrete: vocês são as próximas.

Na Ata de Audiência – MED 0080030.2016.02.000/0-116 - Ministério Público do Trabalho / Procuradoria Regional do Trabalho da 2ª Região, consta as seguintes determinações: 
  1. Manutenção (volta imediata) dos valores das corridas para R$ 18,00 Loggi Já, R$ 13,50 Loggi Smart, R$ 8,90 Loggi Press  e R$ 18,00 Loggi Pro.
  2. Formação de um comitê com motociclistas profissionais da Loggi e diretoria SindimotoSP para mediações e buscas de soluções para os problemas dos motociclistas.
  3. Revisão dos descredenciamentos feitos pela Loggi e reinserção dos companheiros afastados.
Amanhã (23/11)...

a Loggi terá que dar explicações na Delegacia Regional do Trabalho - Ministério do Trabalho e Emprego sobre irregularidades de âmbito trabalhista.

Veja abaixo a Ata de Mediação do MPT - SP e imagens do ato.








VEJA MAIS IMAGENS AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário