segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Deputados Federais querem proibir moto no corredor entre os carros com alteração no CTB. Presidente Gil disse NÃO!

"Esse absurdo pode retirar motos dos corredores de carro. Além de ser inconstitucional, não existe estatística oficial que ali seja o local que há concentração de acidentes. Medida poderá extinguir 6 milhões de empregos diretos e 10 milhões indiretos."
Presidente Gil


Em Audiência Pública que está discutindo mudanças no Código Brasileiro de Trânsito, o presidente Gil, do SindimotoSP, afirmou ser absurdo proibir passagem de motociclistas entre os corredores e que a lei, caso aprovada, pode extinguir a profissão de motofretista.

Mais de 100 especialistas sobre trânsito, representantes de órgãos públicos e de entidades da sociedade civil, participaram de audiência pública, na sede da seccional da OAB do Rio de Janeiro, promovida pela Comissão Especial da Câmara sobre a alteração do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Essa foi a segunda reunião, a primeira aconteceu na Assembleia Legislativa na Bahia. A próxima será em São Paulo.

Os deputados federais Hugo Leal (PSB/RJ), organizador da audiência pública e Sergio Brito (PSD/BA), relator do projeto, estiveram na reunião para ouvir opiniões. A mais contundente e que de fato, defendeu a permanência da liberação de motos nos corredores, foi de Gilberto Almeida dos Santos, o Gil, que fez uso da tribuna. Segundo o sindicalista, milhões de trabalhadores do motofrete e mototaxi perderiam seus empregos, já que a agilidade na entrega e transporte de passageiros se dá pelo uso desses espaços. 

A PRÓXIMA AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE O ASSUNTO SERÁ EM SP, FIQUE DE OLHO EM NOSSO PORTAL QUE DIVULGAREMOS PARA QUE TODOS OS MOTOCICLISTAS QUE NÃO DESEJAM ESSA LEI ABSURDA ESTEJA PRESENTE NO ATO.

Enquanto isso, envie sua sugestão sobre o assunto aqui.

LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário