sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Pagamento de periculosidade é OBRIGATÓRIO para motociclista profissional. Não se deixe enganar!


O benefício é garantido pelo MTE

Tem "patrão" obrigando trabalhador assinar holerite com indicação de PAGAMENTO da periculosidade, mas na realidade, não está pagando. Isso, além de ser ilegal, é coação e abuso de poder que resulta em ações de âmbito trabalhista e civil contra o empresário.

O pagamento do benefício é obrigatório, inclusive, garantido na Lei Federal 12997 que tem no Diário Oficial da União (DOU) publicada a Portaria M.T.E. nº 5 - Art. 1º “que garante o pagamento de adicional de periculosidade aos motociclistas profissionais”.

Além disso, as Convenções Coletivas (veja aqui) dos setores Dia, Delivery, Jornais / Revista e Diferenciado, assinadas pelo SindimotoSP e os sindicatos patronais Sedersp, Sinhores, Sedijore e Simpi, GARANTEM E REFORÇAM O PAGAMENTO DO ADICIONAL DE PERICULOSIDADE.

LEMBRAMOS QUE O VALOR A SER PAGO PELO EMPRESÁRIO É 30% SOBRE O SALÁRIO DESCRITO NA CARTEIRA PROFISSIONAL E AINDA DEVE SER CALCULADO NAS FÉRIAS, 13°, RESCISÃO TRABALHISTA, APOSENTADORIA E DEMAIS DIREITOS TRABALHISTAS.

TRABALHADOR: não assine documento, recibo ou holerite se não está recebendo. Denuncie a empresa no SindimotoSP ou diretamente no Ministério do Trabalho.

Garanta seus direitos!

Mais informações com nossos diretores de plantão no SindimotoSP de segunda a sexta-feira (exceto feriados) das 8 às 17 horas – Rua Dr Eurico Rangel, 40 / Brooklin Novo – SP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário