sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Fique atento: em novembro multas terão novos valores. Até lá, NADA MUDA. Veja no texto que preparamos também multas que você nem sabia existir.


A partir de 1° de novembro, em todo Brasil, as multas aplicadas em trânsito terão novos valores. Há boatos na internet e grupos de whatsapp que nada tem a ver com as mudanças estipuladas pela Lei Federal 13281, que determinou aumento e regras mais rígidas. 

O SindimotoSP separou as principais (abaixo) e orienta que o motociclista profissional respeite os sinais de trânsito.

Valor da multa para infração leve: R$ 53,20 + 3 pontos na CNH. A partir de 1° de novembro passa para R$ 88,38 (aumento de 66%). Quais são as principais infrações leve?

- Dirigir sem estar com a CNH ou documento do veículo.
- Estacionar na calçada ou na faixa de pedestre.
- Estacionar no acostamento.
- Estacionar o veículo entre 50 cm e um metro de distância da calçada.
- Usar farol alto em vias com iluminação pública.
- Buzinar em locais proibidos e entre 22 e 6hs.

Valor da multa para infração média: R$ 85,13 + 4 pontos na CNH. A partir de 1° de novembro passa para R$ 130,16 (aumento de 52%). Quais são as principais infrações médias? 
- Parar o veículo em um cruzamento.
- Parar o veículo em viadutos, pontes ou túneis.
- Utilizar o veículo para jogar água nos pedestres.
- Atirar ou abandonar objetos na via.
- Parar ou estacionar o veículo na contramão.
- Parar ou estacionar em locais e horários proibidos.
- Parar sobre a faixa de pedestre quando houver mudança de sinal.
- Deixar de remover o veículo após um acidente sem vítimas.
- Parar por falta de combustível.
- Estacionar em esquinas ou a menos de cinco metros da linha de construção.
- Estacionar em desacordo com o Código de Trânsito Brasileiro.
- Deixar de transitar com veículo lento na faixa mais à direita.
- Estacionar junto a hidrantes.
- Estacionar em frente a entrada e saída de veículos.
- Estacionar em ponto de ônibus.
- Parar a mais de um metro do meio-fio.
- Transitar em locais e horários em que o trânsito for proibido.
- Deixar de dar passagem pela esquerda.
- Ultrapassar pela direita.
- Não guardar distância lateral ao ultrapassar bicicletas.
- Transitar com velocidade inferior à metade da máxima.
- Usar placa em desacordo com a legislação.
- Usar no veículo aparelho de som que perturbe o sossego público.
- Rodar com o veículo com defeito nos sistemas de iluminação ou sinalização.
- Conduzir motocicleta sem estar com as duas mãos no guidão.
- Não manter o farol baixo aceso à noite, em túneis ou na estrada mesmo durante o dia.
- Não manter a lanterna acesa sob chuva, neblina ou cerração durante o dia.
- Usar o pisca alerta, exceto em situações de emergência.
- Dirigir com o braço para fora do veículo.
- Dirigir com calçado inadequado.
- Dirigir o veículo sem usar ambas as mãos.
- Dirigir usando fone de ouvido.
Valor da multa para infração grave: R$ 127,69 + 5 pontos na CNH. A partir de 1° de novembro passa para R$ 195,23 (aumento de 52%). Quais são as principais infrações graves? 
- Não usar cinco de segurança, válido para todos os ocupantes do veículo.
- Deixar de prestar socorro a vítima de trânsito quando solicitado.
- Estacionar a mais de um metro do meio-fio.
- Estacionar em fila dupla.
- Estacionar em um cruzamento.
- Estacionar em viadutos, pontes ou túneis.
- Transitar pela contramão em vias de mão dupla.
- Seguir veículos em operação de emergências devidamente sinalizados.
- Não manter distância segura dos demais veículos.
- Transitar em marcha ré, exceto para pequenas manobras.
- Deixar de dar seta com antecedência para indicar manobras.
- Fazer retorno em local proibido.
- Deixar de dar preferência a pedestres que já tenham iniciado a travessia ou em vias transversais.
- Transitar com velocidade superior à permitida em até 20% nas rodovias.
- Transitar com velocidade superior à permitida em até 50% nas vias locais.
- Conduzir veículo com características alteradas.
- Conduzir veículo com equipamentos ou acessórios proibidos.
- Transitar com farol apagado ou desregulado.
- Usar no veículo aparelho de som em volume ou frequência proibida.
- Conduzir veículo com defeito ou falta de equipamento obrigatório.
- Conduzir veículo com inscrições publicitárias no para-brisa ou na parte traseira.
- Conduzir veículo com vidros total ou parcialmente encobertos.
- Conduzir veículo em mau estado de conservação.
- Conduzir veículo sem acionar o limpador de para-brisa sob chuva.
- Não efetuar o registro de transferência do veículo no prazo de 30 dias.
- Levar pessoas e animais na parte externa do veículo.
Valor da multa para infração gravíssima: R$ 191,54 + 7 pontos na CNH. A partir de 1° de novembro passa para R$ 293,47 (aumento de 53%). Contudo, algumas infrações multiplicam o valor da multa por três ou por cinco. Dirigir embriagado, por exemplo, está sujeito à multa de R$ 957,70 (vezes cinco), enquanto dirigir sem possuir CNH está sujeito à multa de R$ 573,62 (vezes três). Quais são as principais infrações gravíssimas? 
- Conduzir sem possuir CNH ou com o documento suspenso.
- Conduzir com a CNH vencida há mais de 30 dias.
- Conduzir veículo de categoria diferente da que a pessoa está habilitada.
- Conduzir sem óculos ou lentes corretoras.
- Dirigir após consumir bebida alcoólica ou drogas.
- Transportas crianças irregularmente.
- Dirigir ameaçando pedestres.
- Dirigir de forma perigosa ou disputando corrida.
- Transitar pela contramão em vias de mão única.
- Transitar sobre a calçada.
- Ultrapassar pelo acostamento.
- Ultrapassar pela contramão em local sem visibilidade.
- Fazer retorno passando por cima de calçada.
- Desobedecer a farol vermelho ou sinal de parada obrigatória.
- Transpor bloqueio policial sem autorização.
- Transitar com velocidade superior à máxima em mais de 20% em estradas.
- Transitar com velocidade superior à máxima em mais de 50% em vias locais.
- Usar aparelho antirradar.
- Conduzir veículo sem as placas de identificação ou estando ilegíveis.
- Conduzir veículo sem registro ou licenciamento.
- Conduzir veículo com o chassi adulterado.
- Conduzir motocicleta sem usar capacete com viseira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário