quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Projeto-piloto irá monitorar com câmeras as provas práticas de direção veicular para motos e carros


O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) deu início neste mês a um projeto-piloto para monitorar, por meio de câmeras e telemetria, as provas práticas de direção veicular para a categoria B (carro) e A (moto).

Os veículos em que são realizados os exames são equipados com diferentes recursos tecnológicos, como áudio e vídeo, que permitirão o rastreamento e a conferência do percurso e do comportamento do candidato durante o teste de direção.
O objetivo é tornar a aplicação do exame prático mais precisa e coibir possíveis irregularidades, como o pagamento da chamada ‘quebra’ para ser aprovado.
Candidato e o examinador passam por identificação biométrica no início e no final da prova. Cinco câmeras registram tudo o que acontece, inclusive com áudio, como comportamento de candidato e examinador, percurso e movimentos de ré e baliza.
Além disso, sensores identificam possíveis toques do carro na baliza, aceleração excessiva, uso das setas e do freio de mão, funcionamento do motor, velocidades média e máxima e tempo gasto em pontos específicos do teste. 
No último dia 16, começaram a ser monitoradas também as provas práticas da categoria A (moto). Esses exames são monitorados por meio de imagens de quatro câmeras externas fixadas em pontos do percurso, posicionadas de maneira que filmam todas as etapas do teste, do início ao fim.


Nenhum comentário:

Postar um comentário