quarta-feira, 1 de junho de 2016

No Senado Federal, Gil diz sonoro não para PLS 82/2011 e reivindica aposentadoria especial para motociclista profissional


Para o presidente do SindimotoSP, projeto do senado é retrocesso e dificultaria o exercício da profissão de motociclista profissional, podendo levar, inclusive, à extinção da categoria. Segundo Gil, é preciso fiscalizar a Lei Federal  12009 que já disciplina o serviço de entregas rápidas em todo Brasil. Outro ponto reivindicado na audiência da Comissão de Direitos Humanos em Brasília, foi a aposentadoria especial para o motociclista profissional, que já recebe o adicional de periculosidade e deve ser beneficiado com a extensão do direito conforme outras profissões que tem tempo de trabalho máximo de 25 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário