sexta-feira, 17 de junho de 2016

Estamos denunciando as empresas de aplicativo de motofrete no Ministério do Trabalho e Previdência Social bem como no Ministério Público do Trabalho porque estão descumprindo o que se comprometeram com os motociclistas profissionais

Nessa semana, centenas de motociclistas das empresas de aplicativos de motofrete estiveram no SindimotoSP para reclamar dos compromissos que elas fizeram com o trabalhador motociclista e não estão cumprindo. Elas falam de parceria, mas tem aumentado seus lucros e diminuído os ganhos do trabalhador que tem trabalhado em jornadas cada vez mais extensas.

O SindimotoSP ressalta que não é contra, mas quer a regulamentação desse serviço porque só assim, elas respeitarão o motociclista profissional. 

Veja nos links abaixo o que estamos fazendo em relação a essas empresas que tem precarizado as relações de trabalho desrespeitando direitos e conquistas dos trabalhadores do setor.

1-Motoboys trabalham em regime de escravidão para empresas de aplicativo de motofrete.

2-SindimotoSP leva empresas de Apps para mediação com a DRT – Ministério do Trabalho.

3-Empresas de aplicativos eletrônicos para motofrete continuam lucrando com os motofretistas. Ministério Público do Trabalho fará nova reunião para definir o assunto.

4-SindimotoSP cobra do MTE cumprimento das Convenções Coletivas de Trabalho nas empresas de aplicativo.

5-SindimotoSP quer direitos trabalhistas mantidos nas empresas de Apps.

Att
SindimotoSP

Nenhum comentário:

Postar um comentário