terça-feira, 31 de maio de 2016

Trânsito que entristece famílias. O que fazer quando motociclistas são as principais vítimas?

Predadores montados em suas máquinas atacam suas presas em situações mais dramáticas, não dando chance para fuga. E o sofrimento das famílias velando e sepultando ou cuidando dos cadeirantes, dos incapacitados definitivamente para o trabalho. Enquanto ocorre a eternização da dor, o governo parece transitar na contramão dessas vidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário