segunda-feira, 16 de maio de 2016

Prefeitura de SP perde ação na justiça e tem que mudar rota de ciclovia na Vila Mariana

Segundo matéria publicada no Jornal Agora SP (leia aqui) de sábado, 14 de maio de 2016, a prefeitura de SP teve que alterar traçado da ciclovia que passa em frente do colégio particular  Madre Cabrini, Vila Mariana, por oferecer perigo a crianças e pais. A gestão Haddad teve que apagar 50 metros da faixa fazendo com que o ciclista que vem nessa direção, tenha que entrar na avenida movimentada em dias da semana.


Foto de capa do Diário de SP mostra trecho que ciclista terá que desviar e entrar na avenida para seguir por esse trajeto.
Sobram incoerências, faltam explicações

O prefeito Haddad foi obrigado em 1° de julho de 2015, segundo decisão da 12ª Vara da Fazenda Pública, expedida pela juíza Paula Micheletto Cometti, a divulgar os valores pagos na construção, assim como demais explicações sobre o projeto. O valor gasto até aquela data era de R$ 33.940 milhões. Neste valor, não estava incluído a ciclovia da Avenida Paulista.

A decisão da justiça abre precedente agora para outras ações contra a prefeitura para retirada da ciclofaixa.

A pergunta que não quer calar

Como, um investimento tão caro, feito por especialistas de trânsito da prefeitura, teve tantas falhas que ocasionou, inclusive  em mortes? 



Acorda São Paulo!



Nenhum comentário:

Postar um comentário