segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Motoca, começamos 2016 assim: querem proibir garupa, nos obrigar a colocar o número da placa da moto em nossos capacetes e coletes e cobrar para estacionarmos nossas motos na cidade de SP. Está bom pra você? Para o SindimotoSP não. Proteste!

Mais uma vez, políticos de plantão escolheram os motociclistas como culpados por muita coisa que acontece no dia a dia das grande cidades.

Assaltos? A culpa é do motociclista!
Acidentes em excesso? A culpa é do motociclista!
Falta de vagas para estacionamento? A culpa é do motociclista.

É HORA DE DAR UM BASTA NISSO E ACABAR COM A DISCRIMINAÇÃO CONTRA O MOTOCICLISTA.

PORTANTO, POLÍTICOS DE PLANTÃO... SEGUEM HUMILDES SUGESTÕES PARA QUE VOSSAS EXCELÊNCIAS, DETENTORES DA SABEDORIA E DO CONHECIMENTO HUMANO, QUE NÃO PRECISAM OUVIR OS MEROS MORTAIS QUE ANDAM DE MOTO NO ESTADO DE SP, (RE) PENSEM NA ATUAÇÃO DE SEUS MANDATOS E AJUDEM, DE FATO, MILHÕES DE MOTOCICLISTAS QUE USAM A MOTO PARA TRABALHAR, SUSTENTAR A FAMÍLIA E, QUANDO POSSÍVEL, COMO LAZER.


  1. Assaltos com motocicletas não acabam com proibição de garupa, e sim, com policiamento ostensivo. Inclusive, o SindimotoSP sugeriu em reunião com o governador Alckmin, que fosse criado uma equipe própria para combater especificamente esse problema. Numerar capacetes e coletes com o número da placa TAMBÉM é pura discriminação, visto que ambos tem prazo de validade e precisam ser trocados de tempo em tempos entre outros fatores.
  2. Acidentes diminuem quando há campanhas frequentes de conscientização. Inclusive, o SindimotoSP já pediu que a prefeitura use parte dos valores milionários que ela recebe com multas para esse fim, até porque, isso é lei. Também pedimos o mesmo para o governo estadual e federal. Acreditamos que mais campanhas, e com mais frequência, conscientizariam todos que trafegam nas vias públicas, sejam motoristas, sejam motociclistas, sejam pedestres.
  3. Cobrar vagas de estacionamento para motos é um grande absurdo, sem dizer que não solucionaria o problema da falta de vagas. Basta trazer de volta os estacionamentos que foram transformados em ciclovias (que sequer tem sido usadas), ampliar os já existentes e criar outros em pontos estratégicos na cidade. O SindimotoSP, em reuniões com a prefeitura, já indicou dezenas de lugares possíveis de construção e ampliação, porém, a prefeitura desconsiderou.


O QUE PRECISAMOS É DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA QUEM ANDA DE MOTO EM SP, NÃO DE LEIS ABSURDAS.

Motociclista, nos ajude a divulgar esse e outras postagens, vamos protestar civilizadamente nas redes sociais e sensibilizar os poderes públicos para nossas necessidades.

Leia mais aqui.

PROTESTE AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário