quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Haddad quer cobrar moto estacionada na capital. Pelo plano do prefeito petista, as vagas seriam transformadas em Zona Azul e pagas via aplicativo.

SindimotoSP havia conseguido mais vagas específicas para motociclista profissional, bem como motofaixa. A gestão do prefeito Haddad parou com a ampliação dos bolsões e ainda por cima tirou as motofaixas.  

A gestão Fernando Haddad (PT) definitivamente mostra que não tem compromisso com quem anda de moto na cidade. Agora, autorizado pelo próprio prefeito, um estudo está sendo feito para viabilizar cobrança de motocicletas pelo estacionamento nas 20 mil vagas exclusivas, que atualmente são grátis.

O SindimotoSP se coloca contra a atitude do prefeito porque isso irá deixar mais difícil a vida do motociclista profissional. "O prefeito não tomou nenhuma medida favorável à categoria e segue assim no seu último ano de mandato. Em vez de pensar em corredor exclusivo para motos, expandir vagas no centro, só pensa em arrecadar mais", disse o companheiro Gil ao jornal Folha de São Paulo na edição de hoje.

É lamentável essa atitude da prefeitura.

Enquanto isso, na assembleia legislativa de SP, o deputado estadual Jooji Hato quer proibir garupa na moto.

É, também lamentável essa atitude do deputado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário