sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Agora, até o deputado estadual Coronel Telhada, quer obrigar motociclistas a usarem capacete com identificação. Pelo visto, motociclista agora é o culpado por toda a criminalidade em São Paulo.

Segundo entrevista que deu para Veja São Paulo (publicado em 07/01/2016 às 18:41), o parlamentar disse que não aguardará o projeto do deputado estadual Jooji Hato (que também pede a mesma coisa), ser vetado ou sancionado pelo Governador Alckmin e apresentará na Câmara dos Deputados Estaduais para votação o Projeto de Lei 1645, que pede o número da placa da moto no capacete do motociclista.

Na mesma matéria, tem posicionamento do presidente Gil (SindimotoSP) dizendo: “Não vai ser uma placa no capacete ou colete que diminuirá a criminalidade em São Paulo. Ela está relacionada a questões sociais, culturais. Tem que ser combatida com policiamento ostensivo”, diz o presidente Gilberto de Almeida dos Santos. “Esse projeto já nasce morto, no meu ponto de vista”, complementa. 

Leia a matéria da Revista Veja SP aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário