quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Ministério Público quer saber destino dos milhões de reais arrecadados com as multas aplicadas na cidade de SP

O promotor Marcelo Milani, da Promotoria de Patrimônio Público do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), abriu inquérito na quarta-feira (9) para investigar o destino das multas de trânsito aplicadas na cidade de São Paulo. A ação também quer saber quanto a Prefeitura realmente já arrecadou.

Milani solicitará explicações do prefeito Fernando Haddad e do Secretário Municipal de Transportes, Jilmar Tatto. No início do mês, o SPTV, da rede Globo, denunciou falta de transparência da prefeitura sobre como é gasto o dinheiro dessas autuações.

A CET aplicou 6.098.229 multas no primeiro semestre deste ano aos motoristas infratores na cidade de São Paulo, fato este que representa aumento de 22% em relação ao mesmo período de 2014. O radar campeão está na Avenida Bandeirantes com a Washington Luís, na altura do viaduto João Julião da Costa Aguiar no sentido Imigrantes, Zona Sul de São Paulo. Ali, foram arrecadados R$ 7,5 milhões apenas com as multas aplicadas.

Quanto Fernando Haddad já arrecadou

Nos últimos três anos houve aumento expressivo na aplicação de multas: em 2012 foram 9.958.646, em 2013 a quantidade subiu para 10.153.567 e, em 2014, foram registradas 10.608.695 autuações, ano esse que levou para os cofres da prefeitura R$ 898,5 milhões.

Uma estimativa da própria prefeitura para 2015 revela que mais de 43 mil motoristas devem ser multados até o fim deste ano. A previsão de arrecadação é de R$ 948,2 milhões até dezembro.

Leia aqui o presente que a prefeitura dará aos motociclistas a partir de hoje (10/9).

Nenhum comentário:

Postar um comentário