quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Dobram internações por acidentes de motos em cinco anos

O governo federal divulgou estatística que mostra aumento assustador em relação as internações decorrentes de acidentes com moto. Em cinco anos, houve o dobro de ocorrências. Segundo o Sistema de Informação Hospitalar, foram registradas no período 169,7 mil internações por conta de acidentes no trânsito, sendo as motos responsáveis por 88 mil delas, significando crescimento de 114%.

Os gastos do SUS com acidentes de motos foram de R$ 112,9 milhões - uma fatia de mais de 49% do total investido para tratar sequelas de acidentes de trânsito. De acordo com os dados do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, 12.040 pessoas morreram no Brasil por conta de acidentes de trânsito em 2013 envolvendo motocicletas. Só em São Paulo, 545 perderam à vida em 2014, segundo a CET.

Nas urgências, nos hospitais de traumas e nas unidades de reabilitação, a crescente demanda de vítimas desses acidentes levou o Ministério da Saúde apresentar em recente reunião com governadores, em Brasília, uma proposta de plano de ação nacional para o enfrentamento das mortes em decorrência da violência no trânsito. O encontro reforçou a importância de aumentar a segurança nas vias / rodovias, reduzir mortes e sequelas de acidentes de trânsito, principalmente com motociclistas.

As medidas abrangem projetos de lei como, por exemplo, o que permitiria a aquisição de motos somente por condutores habilitados. Participam dessa ação os ministérios da Cidades, Justiça, Trabalho e Emprego, Previdência, Educação e Transportes.

SindimotoSP contribui para redução dos acidentes com motos

Através de conscientização dos motociclistas profissionais, com implementação de campanhas de educação através de parceiros da iniciativa privada ou poderes públicos, incentivo com o curso de 30 Horas do Contran que atende a Lei Federal 12009 e, principalmente com a divulgação da necessidade da regulamentação, entre outras ações. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário