segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Motociclistas não pagam DPVAT e 41,2% das motos estão irregulares

Em 2014, esse foi o número que chegou a inadimplência dos motociclistas em relação ao pagamento do DPVAT. Esse cálculo representa quase 8 milhões  de motocicletas irregulares na documentação, já que o pagamento do seguro contra acidentes é obrigatório em todo País. A soma final, também mostra que, em cada dez proprietários de motos, quatro não pagaram. No índice geral, por região, teve o Nordeste líder com 47,1%, Norte com 45,6%, Sul com 42,8%, Centro-Oeste com 38% e Sudeste com 35%. 

A inadimplência é maior entre as motocicletas por causa do custo do seguro e da falta de cobrança. A Susep - Superintendência Nacional de Seguros Privados / Ministério da Fazenda - não reajustou o DPVAT em 2015 pelo segundo ano consecutivo. Mesmo assim, as motos pagam R$ 292,01, enquanto os veículos, R$ 105,65. 

O seguro compulsório para Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) é aquele que todo proprietário de veículo deve pagar anualmente com o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Além de estar com os veículos irregulares, os proprietários inadimplentes não têm cobertura nos acidentes, mas, as vítimas ou seus beneficiários têm direito à cobertura, independentemente da culpa. O valor da indenização é R$ 13,5 mil para morte ou invalidez e, até R$ 2,7 mil para despesas médicas e hospitalares.

O SindimotoSP está buscando junto ao Governo Federal, a redução de valores bem como isenção de impostos federais na compra de motos nova para impulsionar a regulamentação. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário