segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Saber “levar garupa” na moto evita acidentes

SindimotoSP - Utilidade Pública

Década de Ação pelo Trânsito Seguro 2011-2020 


Visando a diminuição do número de acidentes que envolve os profissionais do setor de motofrete, o SindimotoSP publicará uma série de artigos que disponibilizará dicas e cuidados que os motofretistas e mototaxistas podem usar no dia a dia, seja no horário de trabalho, indo ou voltando para casa. O primeiro artigo fala sobre os cuidados que os motociclistas precisam ter ao levar garupa. O SindimotoSP participa da citada campanha acima que tem como organizador a ONU - Organização das Nações Unidas.


Transportar pessoas na moto exige cuidados como ter atenção redobrada no trânsito, noções de estabilidade, agilidade e rapidez nas manobras. Quando se transporta pessoas é imprescindível recalibrar os pneus de acordo com as especificações do fabricante que estão visíveis no chassi, junto à roda traseira.
Se o garupa for daqueles que não tem o costume de andar de moto e que deseja ajudá-lo na condução com as pernas dele, todo cuidado é pouco. O melhor nessa situação é pedir para que ele deixe esse trabalho com você. Não cometendo imprudências e andando na velocidade limite, você ajuda com que ele tenha segurança.
O garupa deve ter noção que nunca deve tirar o pé do estribo e apoiá-lo no solo, mesmo quando a moto está parada. Ele também não deve fazer movimentos bruscos e não ficar duro feito estátua. Relaxar e procurar deixar-se levar naturalmente pelos movimentos e pelo balanço da moto ajuda contribui para uma pilotagem segura.
Nas curvas, o ideal é que ambos façam o mesmo movimento e não para lados diferentes. No caso das frenagens, o ideal é usar os dois freios ao mesmo tempo e na mesma intensidade, isso equilibra mais a motocicleta, piloto e garupa. Em relação a embarque e desembarque, o piloto deve estar com as duas mãos no guidão e os dois pés no chão. Já o garupa deve subir preferencialmente pelo lado oposto do escape e colocar os pés apenas nas pedaleiras traseiras. 
Lembre-se que todos esses cuidados devem ser observados tanto em dias de sol ou chuva. Já a noite, atenção máxima sempre é o melhor remédio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário