quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

SindimotoSP encaminha ofício com reivindicações do setor para ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República

O documento foi recebido pelo assessor Especial José Lopez Feijóo e será entregue ao titular da pasta, ministro Gilberto Carvalho.

Uma reunião ocorrida dia 26 (último), no prédio da Secretaria-Geral da Presidência da República em São Paulo, marcou um novo tempo nas discussões sobre motofrete em âmbito nacional.

Vários sindicatos de motofrete e mototaxi do País, liderados pelo SindimotoSP, entregaram ofício que continha reivindicações e solicitações para incentivar a regulamentação do setor em todo País, além de solicitar apoio para a unicidade sindical do setor em todo País.

Várias centrais sindicais estavam presentes apoiando o ato solicitando apoio e o empenho do Governo Federal para criação de incentivos que possam consolidar a regulamentação e o sistemas de transportes de pequenas cargas e passageiros por motocicletas em todo o Brasil.

As reinvindicações foram:

1. Sanção - da presidenta Dilma Roussef - da Lei de Periculosidade que aumentará em 30% o salário de motofretistas e mototaxistas;

2. Linha de financiamento para aquisição de motocicletas e equipamentos obrigatórios, com taxas de juros subsidiadas para o profissional que tiver o curso 30 horas;

3. Parceria do governo com Centro Educacional do Motociclismo Instituto Motofrete para qualificação dos profissionais;

4. Campanha de orientação a criação de leis e regulamentação dos municípios brasileiros;

5. Carta Sindical para os sindicatos de mototaxistas.


Na reunião estavam Gilberto Almeida dos Santos - Gil, Rodrigo Silva e Cesar Alberto Granieri (SindimotoSP), Nonato Alves e Alessandro Félix da Silva (Fedemmopa / Pará), Reivaldo Alves e Elizaldo Bonfim (SindimotoDF / Brasília), Osvaldo Santos (SindimotoMA / Maranhão), Ricardo Patah e Castelo (UGT), José Eduardo Gonçalves e Sergio Martins Oliveira (Abraciclo).












Nenhum comentário:

Postar um comentário