segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Polícia Militar também disse não!

Depois do Denatran dizer não para nosso pedido de alterar à lei que multa o motociclista que está com a viseira levantada, a Polícia Militar do Estado de São Paulo também disse não.

Entendemos que essa multa é muito pesada no bolso do trabalhador do motofrete assim como na CNH, que acumula 7 pontos e o pior, impede o motofretista de fazer o curso de 30 Horas que o habilita a trabalhar na profissão.

Não somos contra a lei e sim contra o peso dela. Nosso objetivo com essa insistência é que o trabalhador possa fazer o curso para conseguir trabalhar.

Mesmo diante das duas respostas negativas continuaremos insistindo, pois o trabalhador do setor precisa do trabalho e nossa função enquanto sindicato, é defender os interesses do motofretista.

Atenciosamente
Gil.

CLIQUE AQUI E VEJA O OFÍCIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário